sábado, 21 de abril de 2018

Miguel Strogoff

Miguel Strogoff é uma das obras mais conhecidas do escritor francês Júlio Verne (Jules Verne). Publicado em 1876, narra as aventuras de um capitão com este nome, cuja missão é levar desde Moscovo a Irkousk, que está a uma distância de cerca de cinco mil quilómetros, uma carta do czar , ao irmão deste.
Através da enorme Sibéria, os perigos surgem-lhe constantemente, até que prisioneiro, é torturado pelo suplicio da espada em brasa, cujo objetivo é deixá-lo cego. O seu captor, Ogareff, tenta fazer-se passar por ele junto do Príncipe.
Com a ajuda de Nádia, Miguel Strogoff consegue chegar ao seu destino, onde vai defrontar Ogareff.

São três as versões desta obra na minha coleção

Na revista Diabrete, desenhada por Fernando Bento.
 

Por Caprioli na revista Jornal da BD
 


Na coleção Joyas Lieterarias Juveniles, uma adaptação desenhada por Juan Garcia Quiros

quinta-feira, 19 de abril de 2018

Desporto na BD (6)

O futebol, como não podia deixar de ser, também marca presença de forma persistente na banda desenhada.
Dick, o artilheiro por José Luis Salinas e posteriormente por Lucho Olivera








 


O álbum Eusébio, Pantera Negra, por Eugénio Silva

quarta-feira, 18 de abril de 2018

segunda-feira, 16 de abril de 2018

A BD e a guerra: Buz Sawyer

Buz Sawyer foi uma série que teve início, ainda decorria a II Guerra Mundial. Da autoria do argumentista Edwin Granberry e do desenhador Roy Crane começou por retratar as aventuras de um piloto norte-americano na guerra do Pacifico.
Quanto a guerra acabou Sawyer também foi desmobilizado, mas na década de 60 voltaria às aventuras bélicas na Guerra do Vietnam.

A série terminou a sua tira diária em 7 de outubro de 1989 já sob a responsabilidade artística de John Celardo, que sucedera a Henry G. Schlensker que passara a ser o desenhador após a morte de Roy Crane.

quinta-feira, 12 de abril de 2018

Desporto na BD (5)

Associados a outros desportos motorizados surge a série Julie, de Jean Granton
Defende-te Julie
 

Um episódio de Michel Vaillant
Duelo sobre duas rodas
 
Nanouche, uma piloto em várias áreas do desporto automóvel
Corrida numa noite branca
 
Festival para uma japonesa
 

Há ainda vários episódios sem pertença a nenhuma série.
A curva da morte, por Jean Graton, no Cavaleiro Andante
 

A primeira corrida, por Jean Graton, no Cavaleiro Andante
 


Ases derrapantes, no Mundo de Aventuras
 

Na série Sexton Blake, no Cavaleiro Andante
O bólide invencível
 

O rapto do campeão, por Roland Davies
 

Jim Cartouche, no Mundo de Aventuras´
 

O rapto do campeão, por Fernand, no Cavaleiro Andante
 

O rali dos 5 continentes, por Bielsa na revista Jacto
 

Nuvolari, por Jean Graton, no Cavaleiro Andante
 

Rui Cazapo,  no Mundo de Aventuras, por Claude Henri
 

E a mesma série mas agora intitulada, Rui, o desportista
 

Stirling Moss, o ás dos automóveis, na revista Zorro.
 

Mike , o filho da magnata, no Mundo de Aventuras
 

O fantasma do salão automóvel, por Graton  no Cavaleiro Andante
 


O grande volante que perdeu a coragem, no Mundo de Aventuras

leituras e releituras: Flordelys

Episódio
O feitiço contra o feiticeiro

Série
Flordelys

Autores
Desenhos: Mazel
Argumento Vicq

Dados sobre o episódio
Leitura: tintin nº10 do 3º ano
7 páginas- cores
 
Resumo
Flordelys é chamado ao seu comandante para descobrir porque é que o rei está constantemente um pontapé no “real assento” fazendo-o voar pelos aposentos. Só que não se vê ninguém a pontapear o rei.
Há que descobrir quem fez a magia que permite tal manobra.
 
Comentário
7 páginas de bom humor, que descontraem e nos fazem sorrir.

quarta-feira, 11 de abril de 2018

Efeméride: Bédu

Faz hoje 70 anos que nasceu, 11 de abril de 1948, o autor belga de banda desenhada, Bédu.

Vinheta de Ali Beber, desenhado por Bédu